Brasil briga por medalha em três classes do Mundial Master de Laser

 

13072672_779937428773037_3944348764119893037_o

Depois de um dia de folga mais do que merecido, os velejadores que estão disputando o Mundial Master de Laser voltaram para a água em Puerto Vallarta, no México, para a disputa de mais duas regatas. O paulista Carlos Eduardo Wanderley, o Nem, segue liderando na categoria Master com cinco pontos de vantagem. Na mesma categoria, Marcia Pellicano Macdonald lidera entre as mulheres e ocupa a 7ª colocação geral dentre 29 competidores.

Na categoria Grand Master, Luis Castro aparece em terceiro lugar após oito regatas. Também na briga pelo pódio está Fabio Ramos, da Aprediz, que está a apenas três pontos do terceiro colocado.

Ainda faltam mais dois dias de competição e duas regatas estão programadas para esta sexta-feira e mais duas para o sábado.

O resultado completo você vê aqui.

Confira o relato de Nem sobre as regatas desta quinta-feira:

“A primeira regata foi disputada com vento de 220°, intensidade de 8 a 10 nós e largada favorecendo na comissão. Saí bem e quando tive a oportunidade cambei para a direita, em uma rajada positiva. A pressão estava entrando do meio da raia. Dei água para alguns barcos e cambei em uma leve rondada da direita. Um pouco mais à frente o pessoal de sotavento começou a levar vantagem e depois deu esquerda. Com isso montei mal e no primeiro través tomei uma bandeira amarela. Paguei 720 e após uma difícil recuperação terminei em 7º. O detalhe desta regata foi que, ao contrário dos outros dias, o vento não aumentou ao longo da regata, ele deu uma diminuída. Com as ondas picadas junto com as pequenas vagas tenho uma dificuldade em acompanhar o pessoal da ponta.

 

Na segunda regata, também de 220°, com uns 12 a 13 nós, larguei bem a sotavento e cambei em uma rajada rondada. Fui pegando rajadas e pressão pelo meio da raia e montei em 2º máster e 5º geral. Na minha frente estava um mexicano pré-mastrer que corre de Standard e pelo peso dele um pouco lento no través. Como ele orçou no começo, a opção foi passar por sotavento, mas como tive a bandeira amarela na primeira regata, tive que ir com calma. Passei um pouco antes da boia. Nessa o argentino abriu um pouco. No popa encostei no argentino e no segundo contravento me aproximei um pouco mais. No segundo popa perdi a chance de passá-lo, por algumas ondas perdidas e no través final encostei de vez, montando logo atrás dele. No contravento curto não consegui passá-lo, terminando em segundo, 4º geral. Esta foi a primeira regata que deu para ver rajadas e buscar algumas rondadas, sem prevalecer um lado específico.

 

Ambas regatas foram vencidas na geral pelo pré-master neozelandês Scott Leith. Um ótimo velejador, forte e muito rápido em qualquer condição.

 

Destaque do dia foram a Márcia Pellicano Macdonald que vem subindo de posição, liderando no máster feminino, e o Luis André no grand-máster, que após um começo complicado vem subindo de posição, principalmente no vento fraco e médio-fraco”

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s