ICJG promove regata em homenagem a Chico Mendes

No dia 9 de julho o Iate Clube Jardim Guanabara vai promover a XXVIII Regata Chico Mendes. São elegíveis barcos da Classe Ranger 22, Oceano Cruzeiro, Multicascos, Veleiros Clássicos e demais classes que formarem no mínimo três embarcações. As inscrições deverão ser entregues na Secretaria de Náutica do ICJG até as 13:00 do dia 09/07/2016 ou na embarcação da CR até o sinal de preparação. A regata será disputada em águas da Baía de Guanabara, entre as ilhas do Governador e Paquetá, com largada em frente ao ICJG. Para ver o AR completo, clique aqui.

Quem foi Chico Mendes:

Francisco Antonio Mendes Filho, carioca do Zumbí, Ilha do Governador, nasceu em 15 de junho de 1934. Marinheiro desde a infância, explorou como poucos as praias e as águas da Baía de Guanabara. Esportista, praticou várias modalidades federadas, com destaque para o basquetebol onde foi Campeão Brasileiro das Forças Armadas pela Aeronáutica. Defendeu ainda as cores do Jequiá e Vasco da Gama (basquete e vôlei) e do Fluminense (natação).

Velejador, competiu por anos ativamente nas classes Sharpie 12m² (com o irmão mais velho Milton, no Curare), Guanabara (com o Meia Noite) e Ranger 22’ (com o Meia Noite II) e, como proeiro, velejou desde Pinguins até Lightnings, Solings e Oceanos. Teve vários títulos nas diversas classes em que competiu.

Na Ranger 22’ seus principais títulos foram o de vice-campeão brasileiro e de campeão estadual em 1984, como proeiro do Meia Noite II. Retirou-se da primeira linha das competições após sofrer um infarto durante a primeira regata do campeonato estadual de 1985. Sempre que as limitações físicas permitiam, porém, participava de regatas e a sua última prova importante foi a Francisco Mendes de 2002, quando tripulou o seu barco em companhia do filho, do neto e da nora.

Dirigente esportivo, iniciou sua carreira no Jequiá Iate Clube como Conselheiro e Diretor; sócio do Iate Clube Jardim Guanabara desde 1973 foi Conselheiro, Diretor de diversos departamentos e Vice-Comodoro. Era Sócio Benemérito do ICJG desde 1992 e seu último trabalho no Clube foi o de Assessor do Conselho Deliberativo. Foi também Conselheiro e Diretor Técnico, árbitro de Regatas e Juiz de Protestos do quadro da FEVERJ. Foi agraciado com várias comendas, entre as quais a de Amigo da Marinha e das Ordens dos Veleiros da Escola Naval e da EFOMM.

Bancário, foi funcionário do Banco do Estado de Minas Gerais desde 1955. Aposentou-se em 1983, após 16 anos de Gerência. Morava na Ilha do Governador, próximo ao Iate Clube Jardim Guanabara. Casado desde 1961 com Yolanda, deixou dois filhos: Francisco Eduardo e Raquel, ambos casados, e um neto, Francisco André. E muitos amigos. Chico deixou-nos em busca de melhores ventos em novembro de 2002.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s