RGS terá disputa acirrada na terceira etapa da Copa Suzuki

dsc_3354
Os veleiros de oceano que participam da Copa Suzuki, especialmente a flotilha da RGS, têm um motivo a mais para a disputa das regatas do próximo final de semana.
Além da vitória na etapa da Copa Suzuki, uma boa colocação melhora o posicionamento no Paulista de Oceano, que começou em Ubatuba, tem continuidade nesta etapa e terminará em Santos, nos próximos dias 1, 2 e 8 de outubro.
 
O atual líder do paulista é o veleiro que manteve também uma regularidade impressionante nas últimas regatas da Copa Suzuki. O Montecristo, de Julio Cechetto, venceu todas as regatas do último final de semana, em Ilhabela:
 
“Nas etapas anteriores estávamos com um jogo de velas novas que não renderam ao barco a performance que acreditávamos ser a melhor. Viemos para a terceira etapa com uma nova vela. Contando com o entrosamento de nossa tripulação, mais os ventos na casa dos 15 nós, ideais para o Montecristo, conseguimos uma excelente performance nas últimas regatas”, comenta Julio.
Bem próximo do Montecristo, o Inaê/Transbrasa, de Bayard Umbuzeiro Fiilho, foi outro veleiro que manteve uma boa regularidade nas regatas do último final de semana. Ao conquistar a segunda colocação em todas as regatas (empatou com o Jazz na última), a equipe se consolidou na vice-liderança da etapa da Copa Suzuki e também do Paulista.
 
“Acho que nossa performance foi limitada mais pelos erros que cometemos, por exemplo, na primeira regata, já que os ventos nos favoreciam. Na segunda, erramos menos, mas o vento já estava fraco para o nosso barco”, comenta o comandante Bayard
Apesar da insatisfação do comandante na primeira regata o Inaê/Transbrasa conseguiu se manter regular durante todo o final de semana: “Antes da etapa nós tiramos a quilha para trocar os prisioneiros e aproveitamos para pintar o fundo, que correu sem nada de arrasto. Nós procuramos sempre aprimorar a tripulação para melhorar nossos resultados”, Comenta, Bayard, que também pretende levar o Inaê para Santos.

Outra equipe que deve correr a etapa de Santos, é a atual terceira colocada no Paulista de Oceano (4º na etapa da Copa Suzuki) o veleiro Jazz. Para o comandante John Julo Jansen, “os resultados vêm da melhora da performance da tripulação, junto com o equilíbrio das regras da classe: Procuramos melhorar a performance da tripulação sem a pressão dos resultados. Nosso primeiro objetivo é a diversão e a classe RGS é propícia a isso. Com as regras claras, achamos que mais velejadores se interessam em participar”.

Aliás, vale ressaltar que a RGS é uma das mais animadas e participativas classes da vela de oceano. Como diz, Lars Muller, comandante do My Boy, terceiro colocado na etapa da Copa Suzuki: “A disputa na classe está muito acirrada. Tentamos manter o mesmo time e nossa tripulação está muito animada. Vamos para o próximo final de semana com uma expectativa bastante boa. Vale registrar que estamos sentido falta do Asbar e desejamos que ele volte logo à disputa”, comenta Lars, resumindo o espírito de diversão da RGS.

As regatas desta terceira etapa da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica serão disputadas no próximo final de semana (17 e 18) no Yacht Club de Ilhabela. Para ver o resultado completo, clique aqui.

Fonte: YCI

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s